Conheça as Funções da Glutamina no Organismo

A glutamina é fundamental para o crescimento celular. Está diretamente ligada a funções anabólicas e catabólicas em vários tecidos do corpo. Tem importante participação na regulação do balanço ácido básico do organismo, ajudando na excreção de ácido úrico pelos rins e evitando um estado de acidose. Somos altamente dependentes deste aminoácido.

A glutamina é o aminoácido com grande presença no nosso plasma sanguíneo. Classificado como “condicionalmente essencial”, já que em normais conjunturas, o organismo pode sintetizá-lo por meio da desaminação e transaminação de outros aminoácidos, principalmente os de cadeia ramificada. Mas em condições de stress, como exercícios físicos intensos, o organismo não tem forças para suprir o mesmo.

Com o treinamento intenso, os níveis de glutamina reduzem drasticamente, e podem ficar até 50% menores, aumentando a probabilidade de lesões e inflamações. Este decréscimo na glutamina plasmática aumenta as chances de infecções no trato respiratório, principalmente em atletas com overtraining.

Uma dosagem efetiva de glutamina deve ficar em torno de 10 gramas/dia, gerida de preferência, logo após um treino intenso, com solução de glicose para aperfeiçoar a absorção. Dosagens menores demonstram ser menos efetivas, tendo em vista que cerca de 50 – 85 % da não devem chegar ao músculo, sendo aproveitadas pelas células intestinais como fonte de energia. Enriquecer a última refeição do dia com esse aminoácido também pode ser uma boa estratégia.

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Glutamina

Não se esqueça, deixe sua avaliação sobre o texto.