Como Escolher Um Longboard

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Já faz muito tempo que skate deixou de ser coisa de criança. Nomes como Tony Hawk e Mineirinho estão aí pra mostrar como isso é verdade. Porém, aquele skate tradicional, que utilizamos para fazer manobras e que estamos acostumados a ver na grande maioria dos eventos que envolvam skates, não é o mais indicado para começar e muito menos para quem é um pouco mais velho. Isso porque um skate é meio arisco, sendo indicado principalmente para aqueles que já têm um pouco mais de experiência em cima das quatro rodinhas e principalmente pessoas que gostam mesmo é de fazer manobras com o skate. Caso você ainda não esteja habituado com a vida em cima de dois Trucks, o melhor mesmo é começar a sua vida de skatista com um longboard, que tem as mesmas funções dos skates tradicionais, mas oferecem um pouco mais de segurança.
longboards

Comece escolhendo o shape correto

Basicamente, existem 3 aplicabilidades para os longboards: downhill, speed e street. Para cada um deles, existem características específicas que devem ser seguidas. Não que seja regra que, se você pratique speed, não possa ter um shape de downhill por exemplo, mas utilizando o padrão correto do longboard de acordo com sua aplicabilidade, será bem mais fácil usufruir ao máximo as vantagens do modelo que você tiver escolhido. As diferenças entre os shapes dos longboards são:

Downhill – nessa modalidade, é importante um equilíbrio entre mobilidade e velocidade. Com um shape de longboard para downhill, será necessário fazem muitas curvas e passar por muito obstáculos. Por isso, o ideal é que esse modelo de shape seja mais curto para girar melhor e mais côncavo para que você tenha mais apoio para os pés durante as manobras.

Speed – nesse caso especialmente, o shape é bem mais comprido e estreito. Com esse formato, uma aerodinâmica maior é conseguida, priorizando o desenvolvimento da velocidade que, em caso de longboard speed, pode chegar a até 80 km/h. Esse modelo de longboard também não vem tail ou nose, para melhorar o desempenho da velocidade, e quase não dá pra fazer curvas com esse modelo.

Street – um longboard street é utilizado principalmente para a realização de manobras em pistas, half pipe e outros locais da cidade. Para este modelo, a velocidade não é tão importante quanto a mobilidade na hora de fazer manobras. Por isso, eles são mais curtos, mais largos e sempre têm nose ou tail que são indispensáveis para conseguir fazer as manobras esperadas.

Descobrindo o seu estilo

Antes de escolher um longboard apenas porque você acha que se identifica mais com um modelo específico, o ideal mesmo é você testar bastante as opções disponíveis no mercado. Isso porque mesmo que você queira, por exemplo, um long street, pode ser que sua adaptação seja melhor com um shape mais longo. E isso não tem problema nenhum, pois uma das coisas mais divertidas do longboard é montar o seu com a sua cara, e sua personalidade deve estar nele, mesmo que pareça a princípio que o seu long não é aquele padrão convencional.