Dieta Sem Carboidrato x Mau Hálito

Na maioria das vezes que começamos uma dieta é para perder peso, por isso, resolvemos cortar grande parte dos alimentos, como os carboidratos. Entretanto, o não consumo pode ocasionar um problema grave: o mau hálito. Isso se dá por conta da falta de açucares no corpo e, com isso, o nosso organismo procura uma solução alternativa queimando gorduras.

Este processo consiste em liberar resíduos corpos cetônicos que chegam aos nossos pulmões através da corrente sanguínea e liberam um mau odor. Mas isso também pode acontecer com quem come carboidratos, só que se alimenta com um intervalo muito longo entre uma refeição e outra ou com pessoas que são portadoras de diabete mellitus.
Dieta sem carboidrato pode causar mau halito
O corte de carboidratos numa dieta de proteínas pode ocasionar outros problemas graves à saúde bucal. Uma alimentação rica em proteínas contribui para que um PH alcalino seja formado, o que pode resultar em bactérias responsáveis por causarem maus odores bucais. Além de que o bom hálito também é afetado pelas proteínas de origem animal, como carnes, ovos, leite e derivados, que são responsáveis pela formação de muco, resultando em uma saliva mais grossa, que ocasiona a formação de biofilme na língua, um facilitador para formação de mau cheiro na boca.

Como evitar o mau hálito?

Existem maneiras que ajudam a suavizar os maus odores bucais enquanto você faz sua dieta de proteínas, como alimentar-se com pequenas porções de três em três horas; maçãs, cenouras, folhas e castanhas são alimentos saudáveis e com fibra que ajudam a limpar a boca; beber água em demasia; o consumo de frutas cítricas também é aliado no combate ao mau hálito, pois ajuda a estimular o fluxo salivar; e, claro, uma rotina de higiene bucal, com escovação e uso do fio dental, além de enxaguante bucal.

Outras vilãs

A dieta de carboidratos não é a única que pode causar mau hálito, existem outros tipos de restrições alimentares que também ocasionam mau odor bucal, como as dietas líquidas, que pela falta de mastigação podem dificultar a produção de saliva e comprometer o hálito. Produtos de origem animal não fazem parte das dietas veganas, então é necessário encontrar outras formas de consumir vitamina B1-12, vitamina D, cálcio e zinco.

Importante lembrar que tudo pode ser consumido, desde que moderadamente. Procurar ajuda nutricional para manter a boa saúde é a melhor opção para quem quer emagrecer.