Importância de Controlar a Frequência Cardíaca no Treinamento

corrida fcm Durante os treinos de corrida é comum vermos as pessoas controlando a frequência cardíaca, ou seja, o número de batimentos do coração por minuto. Mas por que isso é importante?

O coração é o órgão responsável por bombear o sangue, o qual leva oxigênio para as células. Nas atividades aeróbias, o oxigênio é item indispensável para que ocorra a queima calórica, objetivo de boa parte dos praticantes de exercícios.

Sendo assim, saber qual a sua frequência cardíaca e seus limites mínimo e máximo é imprescindível para otimizar o seu treino e assim obter melhores resultados.

Para determinar a frequência cardíaca mínima, ou de repouso, basta contar as batidas do seu coração quando estiver em repouso, de preferência ao acordar, durante 60 segundos, ou 10 segundos e multiplicar por 6. Para a frequência cardíaca máxima, o cálculo é 208 – (0,7 x idade). Tendo esses resultados em mãos, já é possível estabelecer a frequência cardíaca ideal para atingir os seus objetivos rapidamente.

Se o objetivo é a perda de peso, a frequência cardíaca deve ficar entre 50% e 70% da sua capacidade máxima. Esta frequência permite exercícios prolongados, por mais de 30 minutos, sem cansaço em excesso, o que estimula a queima calórica. Em contrapartida, se o objetivo é o ganho de resistência, a frequência cardíaca deve ficar entre 80% e 90%.

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Para facilitar o controle da frequência cardíaca a maioria das pessoas utiliza um monitor cardíaco, que permite controlar a intensidade do exercício. Assim o atleta possui informação suficiente para intensificar ou diminuir a atividade, de acordo com os objetivos. Além disso a possibilidade de lesões fica bem reduzida, também devido à dosagem da intensidade do treino.

Para finalizar, é preciso saber que a frequência cardíaca de uma pessoa em repouso sempre fica entre 60 e 80 batimentos cardíacos por minuto. Atletas podem ter esse número reduzido, devido ao desenvolvimento cardiorrespiratório apurado. Entretanto, se uma pessoa sedentária identificar um número menor do que 60 batimentos cardíacos por minuto, deve procurar um médico, pois pode ter alguma deficiência cardiorrespiratória.
Veja alguns monitores cardíacos.

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image