Mastigação e Emagrecimento

Quando o assunto é perder peso, não existe segredo e, muito menos, milagre. Vemos frequentemente em revistas femininas de moda ou em sites voltados ao bem-estar e à estética do corpo, matérias com os “dez segredos das famosas para perder peso”, ou com dietas milagrosas que prometem aos leitores a possibilitar a perda de 10 kg em uma semana. Para emagrecer não existem atalhos, pois não basta diminuir os números na balança, e sim perder peso com saúde.

Emagrecedores

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Estas formas de emagrecer que aparentam ser rápidas e fáceis podem até funcionar em curto prazo, mas o número de casos onde as pessoas recuperam o peso perdido, às vezes até em dobro, é frequente.

Detalhes

Portanto, a “fórmula secreta” que poderia te ajudar a conquistar o corpo tão desejado pode se voltar contra o seu objetivo. Isto acontece, normalmente, em dietas restritivas e de baixa caloria. Depois de atingir os resultados desejados, as pessoas costumam não aguentar se manter em uma dieta rígida e retomar os hábitos alimentares anteriores.

Então, se o objetivo é emagrecer, ter corpo e mente saudáveis e manter estes resultados por um longo período de tempo, nenhuma fórmula é melhor do que a combinação entre alimentação saudável , exercícios e paciência, que todos conhecem, mas nem sempre levam em consideração.
mastigacao-e-emagrecimento

Silêncio e perda de peso

Diferente do que algumas pessoas pensam, para emagrecer é preciso comer. Sim, comer. Mas, em quantidades adequadas. E comer devagar, levando o tempo necessário para mastigar cada porção. Aliás, ouvir a mastigação é um exercício que ajuda na perda de peso. Os resultados de um estudo publicado pela revista americana Times, revelam que ouvir o barulho que a comida faz no ato da mastigação pode ajudar a comer menos, pois a pessoa começará a prestar atenção na alimentação.

Ao ouvir a mastigação, damos mais atenção ao ato da alimentação e assim, monitoramos as quantidades daquilo que estamos comendo. Quando realizamos as refeições ouvindo música, assistindo televisão, ou distraídos com uma conversa, o consumo pode aumentar, mesmo que sejam poucas quantidades a mais. Entretanto, ao final do mês este excesso fará diferença nas roupas e na balança.

Portanto, procure se alimentar sentado à mesa, sem barulhos e sons que possam causar a distração, mastigando lentamente a cada mordida, assim, se sentirá satisfeito com uma quantidade menor e estará menos propenso a comer mais do que precisa.