Musculação na Terceira Idade

atividade-terceira-idade

Trabalhar os músculos não possui restrição de idade, portanto, se você pensa que musculação é só para pessoas jovens, está enganado. A terceira idade tem ingressado nessa atividade cada vez com mais frequência, e os benefícios são enormes.

O envelhecimento provoca diversas reações em nosso organismo, como diminuição da massa muscular, da densidade óssea, da força e da flexibilidade. Além disso, o nosso metabolismo desacelera gradativamente, favorecendo o acúmulo de gordura. E engana-se que este processo começa na velhice. Ele inicia por volta dos 30 anos e não para mais, portanto a dica é se cuidar desde sempre.

E na prevenção de todos esses males que começam a nos acometer, a musculação é uma importante aliada, pois retarda os efeitos da diminuição de massa muscular, da densidade óssea, da força e da flexibilidade. Além disso, a musculação previne a osteoporose, doença que acomete os ossos e os deixa enfraquecidos, tornando o idoso mais suscetível a acidentes com rompimento de ossos.

A musculação também favorece a terceira idade na medida que não altera tanto a frequência cardíaca e a pressão arterial quanto uma atividade aeróbia, como caminhada ou corrida. Os movimentos são mais controlados, reduzindo consideravelmente os riscos de lesões.

Para manter uma boa qualidade de vida fazendo musculação, é recomendado, para a terceira idade, cerca de 40 minutos de exercícios três vezes por semana, com tempo suficiente para que o organismo se recupere do esforço.

Além de proporcionar benefícios físicos visíveis, a musculação traz também benefícios psicológicos para a terceira idade. Nesta fase da vida a interação social continua sendo tão importante quanto antes, e o estímulo que o convívio com outras pessoas traz é de extrema importância para que o idoso mantenha suas atividades regulares. A autoestima também é beneficiada, já que uma pessoa que pratica exercícios possui maior liberação de endorfina no organismo e a sensação de bem estar é estimulada.