Prevenção de Dores Lombares no Trabalho

Prevenindo dores lombares no ambiente de trabalho

As dores lombares tem se tornado um grande problema na população atual. Seja pela má postura, seja pelo tempo de permanecer em pé, seja por carregar caixas pesadas constantemente. Os motivos podem ser vários, mas a certeza é uma só: é a enfermidade que mais tem levado as pessoas a buscarem um médico nos dias de hoje.

Mas na mesma proporção em que a ida ao médico é recorrente para tratar o problema, a ida ao trabalho é diminuída para tal. Exatamente. Segundo um estudo publicado pela Fundação Bill & Melinda Gates, dores lombares estão no topo da lista de motivos para absenteísmo ao trabalho nos dias atuais (ausência do trabalho).

Alguns pacientes até conseguem uma significativa melhora das dores com sessões de fisioterapia combinadas às dosagens de analgésicos. Entretanto, alguns pacientes não carecem de tanta sorte, e, após alguns anos, passam a conviver com a chamada dor lombar crônica.
Dores Lombares no Ambiente de Trabalho

Como prevenir?

É comum que trabalhadores que carreguem muito peso adquiram dores lombares. O grande peso carregado sustentado pela coluna arqueada contribui para que pequenas lesões sejam construídas, formando-se uma grande contusão. Para que haja a prevenção da constituição desses problemas lombares, é importante que a empresa trabalhe junto com o empregado, oferecendo exercícios ergométricos, estímulo para a realização de alongamentos antecedendo a jornada de trabalho e até mesmo atividades que visem o fortalecimento muscular da equipe de trabalho.

Como é o tratamento para dores lombares crônicas?

O primeiro passo, e mais importante, é o diagnóstico ser feito o quanto antes. Diversas estruturas da região lombar podem oferecer dor e/ou desconforto, e, através de exames de imagem será possível localizar o problema.

Os bloqueios de diagnósticos são as principais “ferramentas” utilizadas para tratar esse problema. Os bloqueios de diagnósticos são infiltrações precisas realizadas com a ajuda de exames de imagem que identifiquem a região exata do problema. Esses bloqueios podem ser realizados das mais diversas maneiras: com disco intervertebral, facetas lombares, hérnias de discos e entre outros. A ideia é descobrir de onde, exatamente, vem a dor do paciente.

É notável e sem qualquer demagogia admitir que homens possuem mais propensão à dores lombares crônicas, já que representam o grande percentual do número de pessoas que trabalham com transporte de carga manual. Por isso é sempre bom o alerta para quem carrega peso diariamente, e sente aquelas pequenas fisgadas nas costas “que pouco incomodam”, procurar um médico o quanto antes, pois as “pequenas fisgadas” podem vir a se tornar um grande problema.