Suplementos com Dmaa

Os suplementos alimentares que contenham a substância dmaa estão terminantemente proibidos de serem comercializados na praça. Esta é a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que visa proteger os eventuais consumidores de graves e prováveis problemas de saúde que poderão aparecer no futuro, depois do uso da substância.
DMAA_products
Elencados como elementos quase que obrigatórios no ritual de uma academia, os suplementos alimentares se tornaram febre ao longo dos últimos anos. Em busca do tão sonhado corpo perfeito, jovens – principalmente – arriscam-se nesse mundo e acabam por utilizar inúmeros produtos, sem nenhuma prescrição médica, o que pode ocasionar diversos problemas de saúde num futuro próximo.

Detalhes

Os produtos conhecidos como ”pré-treino” têm sido os maiores alvos das corriqueiras investigações da ANVISA, que procura detectar substâncias proibidas e o mal uso de outras em diversos suplementos alimentares. De acordo com especialistas da área de saúde, estes suplementos figuram como “potencializadores de treino”, capazes de melhorar de forma expressiva o rendimento dos atletas no treino.

No entanto, a ANVISA alerta que a história não é bem essa. De acordo com a agência, o uso deste tipo de suplemento, principalmente os de dmaa, é feito de maneira errônea, e isto acaba gerando uma sobrecarga para o aluno da academia, que geralmente não está acostumado com este cenário.

Estimulantes

O estimulante denominado dmaa, depois de vários estudos e análises realizadas pela ANVISA, acabou tendo circulação proibida em todo o Brasil. Criado em 1994, com a prerrogativa de atuar como um descongestionante nasal, o produto, utilizado como suplemento, mascara a percepção de esforço e oculta a sensação de cansaço, o que faz que o praticante da academia e consumidor de suplementos que contenham a substância, não identifique o limite do corpo.

Há ainda uma série de outras questões que tornam o uso da substância dmaa um verdadeiro caos para a saúde. Efeitos colaterais como insônia, depressão e dependência são alguns dos componentes presentes no “pacote” da substância.

Alternativas

As mais diversas organizações de saúde constatam que sempre há alguma alternativa capaz de substituir o uso dos suplementos.
Alimentação balanceada, sono regular de, ao menos, seis horas por dia, prática corriqueira de atividade física e boa hidratação são algumas das dicas básicas para a boa forma e, principalmente, para a regularização da saúde.

Produtos Relacionados

Cotação
Varejista
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image
Consultar Preço
Image